Está de volta o Arquivo de Cascais

digitalizar0001
Fig. 1 – Capa do n.º 14 do Arquivo de Cascais. Passeio D. Maria Pia (1890).

Foi apresentado, no passado dia 7 de Maio perante uma plateia bem composta (FNAC do CascaiShopping), o n.º 14 do Arquivo de Cascais. História, Memória, Património (2015). As actividades de apresentação da obra e dos autores que contribuíram com artigos inéditos ficaram a cargo de Marco Espinheira, director municipal da Câmara de Cascais, Ana Paula Avelar, professora da Universidade Aberta, e Cristina Carvalho, professora da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.

DSCF8672
Fig. 2 – Apresentadores da obra. Marco Espinheira, Ana Paula Avelar e Cristina Carvalho. Fotografia: Marco Oliveira Borges.

Depois de um longo interregno de dez anos, o n.º 14 deste Arquivo, iniciado em 1980, traz onze artigos de diferentes investigadores (três deles escritos em co-autoria), contando igualmente com um prefácio de Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais. O espaço cronológico em foco tem início no século IX e termina em 1974, tendo sido abordadas novas reflexões sobre a origem do topónimo Cascais e a possível ligação com o navegador Khashkhash, a passagem de Cristóvão Colon pelo porto desta vila quando voltou da primeira viagem ao serviço dos Reis Católicos (1493), o Hospital da Santa Casa da Misericórdia de Cascais (1587-1941), a Estrada Nacional 9 – Cascais e Alenquer, o “brasão” da capela da Cidadela, o fundo Marqueses de Cascais no Arquivo da Casa de Louriçal, a figura de Gaston Landeck, a obra de António de Oliveira Bernardes na Casa de Santa Maria, bem como aspectos de informação e promoção turística oficial nas décadas de 1920-1930, o Rádio Clube Português e a guerra civil de Espanha e, por fim, um roteiro fílmico de Cascais e Estoril.

Este novo n.º do Arquivo de Cascais já está à venda na FNAC do CascaiShopping, local onde recentemente foram disponibilizadas outras obras de investigação editadas pela Câmara Municipal de Cascais, sendo que em breve estará igualmente disponível para consulta no site da Câmara. Para quem quiser consultar os 13 volumes anteriores poderá fazê-lo na Biblioteca Municipal de Cascais – Casa da Horta da Quinta de Santa Clara.

De vital importância para o conhecimento do passado cascalense, renovação histórica e divulgação perante o público, espera-se que doravante o Arquivo de Cascais possa retomar a periodicidade de outros tempos, continuando a trazer um contributo inter-geracional e inovador entre os vários investigadores que se dedicam ao estudo do passado deste concelho.

DSCF8674
Fig. 3 – Assistência durante a apresentação. Fotografia: Marco Oliveira Borges.
digitalizar0003
Fig. 4 – Índice do Arquivo de Cascais, n.º 14.
digitalizar0002
Fig. 5 – Cronologia de publicação do Arquivo de Cascais.

Marco Oliveira Borges | 2016

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s